© 2019 por Educação no Lar. CNPJ: 33.355.289/0001-10 | Contato: contato@educacaonolar.com.br | Trocas e Devolução

Educação no Lar

R$ 109,00 Preço normal
R$ 80,00Preço promocional

Quem é responsável pela educação das crianças?

O Brasil está na posição 39 de uma lista de 40 no Ranking Pearson-EIU. Este Ranking não está muito diferente da maioria dos indicadores de qualidade da educação. O Brasil lastimavelmente está sempre entre os últimos colocados.

De quem é a culpa do sistema educacional estar tão ruim?

Certamente a resposta a esta perguntas não é simples. Porém ao investigar a bíblia podemos perceber que Deus deposita uma grande responsabilidade sobre os pais.

“Estas palavras que hoje lhe ordeno estarão no seu coração. Você as inculcará a seus filhos, e delas falará quando estiver sentado em sua casa, andando pelo caminho, ao deitar-se e ao levantar-se. Também deve amarrá-las como sinal na sua mão, e elas lhe serão por frontal entre os olhos. E você as escreverá nos umbrais de sua casa e nas suas portas.” Deuteronômio 6.6-9

Charlotte resumiria este princípio bíblico dizendo que educação é “atmosfera, disciplina e vida
”.

Junto com muitas outras mães e pais, você provavelmente também já percebeu que a principal responsabilidade da educação dos seus filhos não está em outro lugar diferente da sua casa nem em outra pessoa que não você mesmo. E mesmo compreendendo a essa profunda responsabilidade, é provável que você ainda sinta alguma insegurança.

Quantos pais de hoje foram treinados para assumir esta responsabilidade? Quantas mães receberam a instrução adequada e podem com segurança guiar a educação dos seus filhos?

Esta necessidade é bem direcionada ao longo desta obra vasta e profunda, publicada pela primeira vez na Inglaterra de 1886 como resultado de várias décadas de trabalho dedicado e contato pessoal de sua autora com aquelas crianças que se tornaram os personagens centrais de sua vida e de seus escritos.

Já no início desta obra, Charlotte faz distinção entre mães e pais, dizendo que “é das mães do presente que o futuro do mundo depende em grau muito maior do que dos pais, porque as mães possuem a total direção dos primeiros anos da criança, os anos mais impressionáveis”. Contudo, não podemos parar por aí, pois a formação de uma criança depende de que ela seja devidamente alimentada ao longo de toda a sua infância, o que vai muito além de seus primeiros anos e, para o sucesso desta tarefa, tanto o pai quanto a mãe devem estar empenhados.

E qual é a função dos pais senão servir aos seus filhos um verdadeiro banquete tanto de comida física quando de comida espiritual? Este alimento de qualidade será responsável pelo desenvolvimento apropriado das crianças que rapidamente se tornarão capazes de agirem por si mesmas, não negligenciando ou descartando seus pais, mas seguindo seu exemplo, aprendendo com sua maturidade e alçando voos “em bando” até estarem, enfim, preparadas para a grande missão de estabelecerem suas próprias famílias.

Como uma andorinha que migra para terras brasileiras buscando um clima quente com nova oportunidades, os escritos de Charlotte alçaram voo e migraram para nossas terras para anunciar a chegada do nosso verão. Um verão que não tem exatamente uma relação com a estação vigente. Você consegue ver? Há um verão espiritual aquecendo nossas terras e despertando amor pelo conhecimento, pelos livros, pela aprendizagem.


Meu desejo é que este livro seja capaz de te despertar para a chegada do verão. Que, então, você possa sentir o sol do conhecimento aquecendo sua vida e te despertando cedo a cada dia para obter um pouco mais, para viver um pouco mais, e para compartilhar este calor com seus familiares, seus amigos e seus filhos.

Arielle Pedrosa Eça,
A Tradutora.
  • Veja como um pouco do livro

  • Especificações técnicas

    Páginas: 466

     

    Tradução: Arielle Pedrosa
    Revisão: Karis Anglada e Anna Layse Davis
    Diagramação: Marcos Jundurian
    Capa: Walison Borges de Eça

     

    Public Domain, by Charlotte M. Mason
    Título Original: Home Education, Volume 1
    Traduzido da Quinta Edição publicada em 1906